A era Atômica

Editado em 10 de outubro de 1969 Nº 53

A palavra “Eletrônica”, que hoje designa um ramo vital da ciência e da indústria, era desconhecida em 1910. Aquilo que hoje assombra o mundo, amanhã será corrente.

Inventos, conquistas, maravilhas científicas fazem parte, hoje, da rotina diária. A humanidade despendeu 400 mil anos para aprender a dominar o fogo, outros mil para os fósforos de segurança apenas um século para fazer

Continue lendo “A era Atômica”

Êxodo Eletrônico para o Inatel

Editado em 31 de agosto de 1969 Nº 56

O s alunos do Inatel montaram e colocaram no ar a sua emissora, que se populariza não só nos meios estudantis como em qualquer outro meio civil, miliar etc.

Esta emissora, já conhecida pelo nome de Rádio Universidade Marechal Rondon 9.427  5 khz, 31 metros, ondas curtas, não só divulga o nome daquela faculdade, como também o nome desta cidade, a cidade eletrônica, o que deve ser um motivo de orgulho para os cidadãos localidade.

Continue lendo “Êxodo Eletrônico para o Inatel”

Estudantes fazem passeada

01 de dezembro de 1968   Nº. 21

Devido ao lamentável acontecimento ocorrido nesta cidade no dia 27 de novembro, a reportagem do “O CORREIO” saiu em campo, buscando as versões do fato.

Versão dos Estudantes.

Revoltados contra o que classificam de “atitude abusiva e revoltante da diretoria do Clube Santarritense proibindo um baile de formatura dos alunos da Escola Técnica de Eletrônica para impedir que os alunos negros dele participassem” os alunos da ETE e do Instituto Nacional de Telecomunicações atenderam convocação de seus Diretórios para  uma passeata de protesto em que  demonstrariam seu repúdio àquela decisão.

Continue lendo “Estudantes fazem passeada”

Sinhá

editado em 21 de setembro de 1969 Nº 059

Ao ver teu retrato, sorrindo, nas paredes deste palco que idealizaste e não pudeste inaugurar, ao ver teu busto altaneiro entre os jardins que tu  plantaste e não viste florescer, não há santarritense que não sinta confranger o coração, não há ser humano que não eleve a Deus uma prece, não há amigo que não dirija ao infinito uma pergunta:

Por que? Continue lendo “Sinhá”

Maus Pescadores Despovoam o Rio Sapucaí

Editado em 03 de novembro de 1968  Nº  17

Os peixes do rio Sapucaí estão diminuindo consideravelmente porque muitos pescadores usam equipamentos proibidos, como a rêde de arrastão, tarrafas, covos, bombas, que usados nos mais piscosos trechos não só capturam reprodutores, em épocas de procriação, como também as ovas.

Há poucos dias a SUDEPE (Superitendência do Desenvolvimento da Pesca)

Continue lendo “Maus Pescadores Despovoam o Rio Sapucaí”

Santa Rita no Ano 2000

Editado em 9 de fevereiro de 1969    –   Nº  30

Diziam-se outro dia: o destino de Sant Rita está intimamente ligado às escolas que existem, e às que serão nestes próximos anos.

Sim, parece essas pessoas estão cheias de razões, mas particularmente acho que Santa Rita  terá que agora planejar, em esforço conjunto, a  implantação de grandes industrias.

Continue lendo “Santa Rita no Ano 2000”

Môrro do Esguicho Jorra Sangue!

Editado em 18 de agosto de 1968 Nº  06

Tragédia Abala o Môrro!

No dia 14 dêste, a cidade ficou traumatizada ao se noticiar uma tragédia ocorrido no môrro do Esguinho, por motivos passionais.

De acôrdo com o que  nos disse o Comandante do Destacamento local, Sargento Cyd, sangue aos borbotões esparramou  quando Benedito de Souza, após, atirar em sua amásia, suicidou, talvez apavorado pelo que havia feito, talvez tomado de loucura.

Continue lendo “Môrro do Esguicho Jorra Sangue!”

Disco Voador visto em Santa Rita

Editado em 29 de novembro de 1970 Nº 114

Na Fazenda Bela Vista  (ou melhor Fazenda do Alto) o administrador da fazenda logo depois do jantar, às 19:30hs. Minutos foi surpreendido por um farol que vinha do alto e iluminavaa o terreiro de café à sua frente. Olhando para cima pôde notar um disco com mais ou menos 3m de diâmetro com uma saliência embaixo donde jorrava um poderoso fóco de luz.

Continue lendo “Disco Voador visto em Santa Rita”

Assinatura do Convênio no INATEL

Editado em 21 de setembro de 1969 Nº 59

No dia 19 último, no auditório do INATEL teve lugar uma solenidade para a assinatura de um convênio entre a Ericsson do Brasil e essa entidade, que consiste na concessão de uma bolsa de estudos a engenheiro do ramo de telecomunicações, com estágio nos estabelecimentos da Suécia e aperfeiçoamento em equipamentos Ericsson do Brasil S.A.

Continue lendo “Assinatura do Convênio no INATEL”

Policia precisa urgente de viatura!

Editado em 21 de  julho de 1968   Nº  002

Afirmando que na grande maioria dos casos a Polícia não pode exercer a sua função primordial, que é impedir em prática de fatos delituosos, o Delegado de Polícia, Bel. Yan Pereira Sobral, salientou em entrevista  especial ao “O CORREIO”, que a ação policial na cidade é bastante dificultada pela falta  de uma viatura.

Disse o Dr. Yan a Secretaria de Segurança Pública de Minas Gerais, não possui meios de oferecer as Delegacias do interior, que não sejam regionais, as viaturas necessárias. Abordando os problemas criados pela falta de viatura, disse-nos que a prisão de um marginal é sempre espetacular degradante para a sociedade, principalmente quando o delinquente revolve resistir à prisão, e entra em luta corporal com os

Continue lendo “Policia precisa urgente de viatura!”