Cidade Sem Guardas Noturnos

Editados em 29 de agosto de 1971

Os contínuos furtos às residências de nossa cidade vem demonstrar n a ineficácia do patrulhamento noturno. Já não se pode dormir com segurança e sossegado, pois os amigos do alheio poderão fazer-nos uma visita inesperado. A coisa vai pior quando um desses engraçadinhos encontrar uma bala os esperando.

Antigamente tinham um sistema de guarda noturno que colaborava eficicazmente no policiamento da cidade até altas noites. Eram poucos furtos e assaltos a guarda constituía um sinal de respeito e temor por parte dos Ladrões, Mas… acontece que essa guarda foi suprimida de nossas ruas. Ficamos quase abandonados em frente ao inimigo.

Santa Rita não pode continuar  sendo encarado como a pacata cidade de outrora, que pouca atração apresentava para os marginais. Hoje contamos com duas Escolas Superiores INATEL e ADMINISTRAÇÃO, com a Escola Técnica de Eletrônica e com mais de 600 veículos. O efetivo de alunos cresce de dia para dia, e com eles o número de patrimônios a serem resguardados da cobiça humana.

O destacamento do policial da P M desta cidade tem feito o que pode para suprir a falta dos guardas noturnos. Mas todo o esforço é sem remédio  pois o número de soldados é bem pequeno, tendo em vista a nossa população, a extensão do perímetro urbano e suas peculiaridades. Os soldados não podem ficar dobrando plantões indefinidamente. O Sr. Delegado está aguentando, junto com o Sr.  Subtenente, um plantão exasperante que se desdobra principalmente nos dias de festas e nos fins de semana. Mas tudo isto não tem resolvido o caso. Cansam-se os homens, desgasta-se a máquina de policiamento e nós ficamos a mercê dos ladrões, em horas mortas.

A coisa assim não pode continuar. As cidades vizinhas têm sua guarda noturna. Tem quem zele por seu patrimônio. E nos em que ficamos? É verdade que nossa guarda noturno era falha, mas acontece que agora o policiamento nas altas madrugadas está mais falho ainda.

É bem verdade que os soldados são superiores ao tempo…, mas nem são de ferro nem são multiplicáveis por geração espontânea! Do jeito que está, Santa Rita  vai se tornar o paraíso do cleptômanos. Vão roubar até pneu de carro rodando…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *