Êxodo Eletrônico para o Inatel

Editado em 31 de agosto de 1969 Nº 56

O s alunos do Inatel montaram e colocaram no ar a sua emissora, que se populariza não só nos meios estudantis como em qualquer outro meio civil, miliar etc.

Esta emissora, já conhecida pelo nome de Rádio Universidade Marechal Rondon 9.427  5 khz, 31 metros, ondas curtas, não só divulga o nome daquela faculdade, como também o nome desta cidade, a cidade eletrônica, o que deve ser um motivo de orgulho para os cidadãos localidade.

A Rádio Universitária não permanecia em horário fixos com suas transmissões, devido à falta de membros voluntários daquela faculdade no preenchimento dos horários vagos. Em virtude da não possibilidade de ocupação das lacunas citas acima por eles, nós, os alunos da Eletrônica, fomos convidados para preenche-las se quiséssemos. Ao convite não surgiu nenhuma condição contrária de nossa parte e imediatamente foi marcada para uma reunião para o registro das equipes compostas de três elementos cada.

Para surpresa dos responsáveis foram registradas nada menos que 22 equipes, sendo que vários delas possuem 4 elementos perfazendo um total de mais 70 pessoas na Universidade, provenientes da nossa escola, ou seja, Escola Técnica de Eletrônica.

Apesar da nossa inexperiência em rádio-programações, estamos dando o máximo que podemos para agradar  a você, que indubitavelmente faz parte da nossa prezada rede de amigos-ouvintes.

As programações são as mais variadas, e tem como fundamento, estritamente música selecionada para você.

Os frutos deste êxodo dos eletrônicos é a melhor união dos estudantes desta cidade, como exemplo de unificação dos habitantes do novo Brasil. Procuraremos cumprir da melhor maneira a missão, que é de agradara você.

Quizéramos  possuir a nossa própria emissora, mas infelizmente, apesar da existência de materiais suficientes para a realização desse ideal o mesmo ainda não é realidade. Cremos que dentro em breve, após o nosso atuante e otimista diretor Revmo. Pe. Vaz lêr esta reportagem, dar-vos-á boas novas,  as a quais transcreveremos aqui, por ser sêr este artigo de nosso maior interesse, pois a melhor viagem  para o futuro se faz através da tecnologia, cujos conhecimentos pretendemos propagar.

Todavia, o momento atual é ótimo; dobre o seu jornal e comprove você mesmo o que afirmamos, sintonizando o seu receptor na Universitária, pois lá nos estúdios e transmissores há três colegas  jovens procurando agradá-los com música e otimismo pela confiança que inspira o nosso Brasil futuro.

Ernani de Oliveira Reis 2º A

Sugestão: contato@jornalocorreio.com.br

Um pensamento em “Êxodo Eletrônico para o Inatel”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *