José Seda evita explosão

Palito de fósforo incendeia bomba de gasolina

Editado em 08 de junho de 1968

Às 16,30 horas do dia 30 de maio pp. a rua Cel. Francisco Palma foi sacudida por violen­to incêndio ocorrido na bomba de gasolina do Rod. São Cristóvão. O incêndio foi causado por um fósforo aceso jogado em um tambor que despejava gasolina. Em meio a multidão que ali afluiu o sr. José Seda enfrentou as al­tas chamas que saíam do tambor e tapou-lhe a boca. Em vista disso sofreu queimaduras de 1º grau em todo o braço e mão direita e queimaduras leves no braço esquerdo.

A reportagem deste jornal o acompanhou ao Hospital Antônio Moreira da Costa onde foi socorrido pelo Dr. Elias Kallás. Falando à reportagem o sr. José Seda disse que não te­ve medo de queimar-se, temia isso sim, pela vida de todos que ali estavam e também pela de seus vizinhos. Se para por termo ao fogo fosse preciso, não hesitaria em queimar todo o corpo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *